sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Dicotomia



Fizeste  amor comigo
como se de sexo se tratasse.
O corpo tinha a perversão do poder
e aprisionaste em mim o desejo louco
lúbrico e insano nas pernas a tremer.
Não houve remorsos
nem sombras
nem medos.
Nem mesmo palavras de esperança
de luz
ou redentoras frases.
Só não percebeste
que era mesmo sexo o que precisava
mas libertado nos teus olhos
como se de amor se tratasse.


Margarida Piloto Garcia