sexta-feira, 7 de março de 2014

Ausência




Se eu não estiver mais aqui
não me procures se as aves não regressaram
ou se os poentes se tornaram indecifráveis
Não questiones o tempo que foi meu
nem as palavras escondidas nos meus seios
e carregadas pelos meus ombros famintos
Se eu não estiver mais aqui
no local onde os lábios são sangue
e as pernas se entrelaçam sequiosas
nesse tempo onde os olhares se canibalizam
e os ventres se guerreiam ardendo
perceberás que eu só sou, se tu fores em mim
e este mundo só foi nosso porque nos demos.


Margarida Piloto Garcia-in AMANTES DA POESIA I-publicado por EDITORA UNIVERSUS-2014

Arte de Tomasz Rut


1 comentário:

Manuel Pintor disse...

fazemos o tempo
e damos mundo
quando nos damos