quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Quero-te




Quero-te
porque te quero
E quero-te
assim mesmo
de olhos insones
com rugas dos desaires
de nostálgicos outroras.

Quero-te assim
porque te quero mesmo.

Não sei se os teus cabelos
trazem o cheiro da madrugada
nem se os teus olhos
são azuis ou verdes
ou de um castanho
que se transfigura.

Quero-te
no ocaso dos desejos
e na madrugada das paixões.
Espero a tua carícia
doce, terna
afago de criança.
Suplico o teu corpo
em vaivéns de desespero.

E quero-te
porque te quero
mesmo se tu não queres
mesmo que eu às vezes
esqueça que te quis
e quererei.
Quero as portas do teu sorriso
abertas, escancaradas
prontas a me sugar
em lábios desejosos.
Preciso do teu querer
em palavras desenhado
em relevos esculpido
em melodias interrompido.
Quero ouvir o bater das portas
quando a janela aberta,
sopra vento nos nossos corpos nus.

Olho-me no espelho
e pergunto-me porque te quero.
Mas é assim,
com escolhos semeados
com tormentas mal aplacadas
terramotos de destruição
com uivos na noite longa
com rasgares internos
a pulsar e a devorar
que eu te quero.
Vivo no vício deste querer
tentando loucamente
curar-me, diluir-me.
Cavalgo em batalhas sangrentas
lutando inexorável
contra as tramas da vida.
E interrogo-me na procura
dos porquês sem nexo.
Não és um cavaleiro
e eu não sou princesa.
A vida não se escreve
num ecrã de cinema.
Afasto-me de ti,
da crueldade com que medes
as horas e os dias.
Mas estendo-te a mão
de cada vez que atávicos sentimentos
me algemam.

Quero-te
porque te quero
E quero-te
assim mesmo.


Margarida Piloto Garcia.




2 comentários:

Maria Madalena disse...

Assim, sim, puras palavras, onde entramos sem nos dispersarmos e onde a sonoridade e as imagens ficam soltas para que a nossa imaginação e vivências lhes dêm a forma, a que é a nossa.
Parabéns, este é um dos poemas que escreveste que mais gosto, mais simples em linguagem, mas mais rico em sentimentos. Eu sou assim, gosto de coisas simples.
Beijos mana Margarida.

princesa s disse...

Vim lê-la! E eis que tão bem a entendo. Li quase tudo...sou obsessiva e gostei de tanta coisa e concordo com tantas outras, que decidi deixar aqui os meus sentires